terça-feira, 26 de julho de 2011

Conversando comigo mesma

Eu tenho evitado conversar comigo. Não sei o porquê, mas eu acho meio falta de tempo para, e tentar me ouvir. Acho que eu tenho desistido de mim mesma, e isso não é bom. Porque eu me desgosto quando, todos os dias desse mês de férias, exceto quando eu acordo com meu namorado me cutucando, eu levanto com uma baita dor de cabeça e desgosto de passar mais um dia comigo, mais um dia de sensação de cansaço mental e físico, que eu só sinto quando tô em casa. Isso é normal? Não sei se é, mas eu não consigo dormir antes das 3 horas da manhã, e não consigo acordar antes das 13 horas da tarde, sem que seja a força. Faltam 5 dias pras aulas recomeçarem ,e eu ainda tô na nóia de tentar acordar cedo, pra tentar me acostumar de novo com a mudança de horários. Tô cansada de tentar me ultrapassar, me surpreender, porque eu sempre tô preocupada com alguma coisa, algum problema de casa, ou minha mãe que chora todo dia, meu pai que é um ignorante e adora confusão, minhas tias que só se importam com elas, e eu aqui, sempre tentando escrever uma artigo que tem que sair antes do dia 9 do próximo mês... tô mais estressada do que nunca, sendo chata com todo mundo, e principalmente com uma das pessoas que têm sido minha válvula de escape, o meu namorado. Acho que deve ser mais uma fase doida, como todas as outras, mas o fato é que eu sempre tenho um problema na cabeça, uma coisa incomodando, uma pedra no sapato,  e eu que sempre me sinto mal, me sinto pior. Mas, vou levando, e no final do dia, eu sempre sinto o mesmo vazio, a mesma sensação de que mais um dia passou em vão. Isso não é bom...