domingo, 20 de março de 2011

Hoje, enquanto eu te beijava

Hoje, enquanto eu te beijava, senti uma emoção maior do que jamais senti. Meu coração batia descompassado junto do teu, nossos lábios descreviam um movimento tão nosso, e as lágrimas quase me escaparam jombeteiras. Senti que não há para onde correr, não há mais nada a ser feito, somos um do outro, ontem, hoje e sempre. Enquanto eu te beijava, me ocorreu que qualquer sistema de medida de tempo não fazia sentido: meu mundo era só tua boca, nosso encontro único, nosso segredo, nosso amor que pulsava junto, e ao nosso redor, e sei que algo de mágico se fortaleceu. Juro, amor, não me lembro de ter sentido algo assim, mas minha concentração em nós foi total, e nem ao menos sei explicar em palavras, o que estou tentando dizer. Mas eu sinto também, que você sentiu o mesmo, que assim como eu, tudo parou a contemplar o silêncio das palavras que não precisaram ser ditas naquele momento. Aquele beijo, quero guardá-lo para sempre aqui.


Marcelle Silva