terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Ser pecadora


Sei que peco, e sei que não o faço. As opiniões já não me interessam como antigamente, mas não preciso me definir. Não preciso dizer o que realmente quero, pra onde realmente quero ir, desde que te leve comigo, desde que me queira seguir. Melhor do que me saber pecadora- sem -remorsos, é ter ao meu lado a força da liberdade amiga, liberdade amor, a companhia de quem me entende tão bem. Ser pecadora? Não haveria definição melhor para mim. Não vejo a negatividade da palavra quando a mim ela se refere. 

Marcelle Silva




Foto retirada do blog: http://mel-pimentaemimagens.blogspot.com