segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Uma carta ao Sono

Caro Sono,

Não sei ao certo por onde começar. Gostaria de dizer que te imagino menino. Quantos anos você tem? Tem a idade que tenho? Vc é o mesmo Sono das outras pessoas, ou vc é só meu? Não tenho ideia se vc é fiel ou não, se monogâmico ou não, se curte experiências "não-convencionais"... só imagino vc  como alguém. Queria que vc parasse de se comportar como um menino, caso não o seja. Esse lance de "esconde-esconde" não tem graça. Passar o dia do meu lado, e à noite ficar de brincadeira comigo é o contrário do que vc deveria fazer! Pense bem, tenho a mente criativa o suficiente pra vc querer conversar comigo, durante a noite! Imagina só o que eu e vc podemos conversar! É sério, Sono! Deixa disso, e vem cá. 

Bjs