quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Tudo são fases

 Todo mundo se admira quando percebe que mudou, ou que fulano de tal está mais gordo, ou bla bla bla... admito que também tenho mania de me surpreender, quem não tem? Mas é aquela coisa de que as coisas já não são como antigamente, está tudo tão aberto, as pessoas hoje em dia não são mais hetero, são bi, ou tri, ou pan! Nada contra, e nem estou rotulando, só querendo mostrar que ainda continuamos com a velha necessidade de se surpreender como as coisas, com as pessoas. E isso tudo, meus amigos, é uma situação sem pé nem cabeça, assim como o post de hoje, mas é isso mesmo. Abaixo as frases que buscam ter efeito, do tipo: "olha, fulana, como ela cresceu...", "olha como ela tá mais gorda, né?!Nunca teve mais gorda do que tá hoje em dia..."! Putz, fico "p" da vida com essas coisas. Enfim, mas tudo são fases, a vida é assim: todo mundo passa pela mesma fase só que de maneiras diferentes, ou tem oportunidades diferentes em fases iguais... bem, isso é complexo. Mas o fato é que tudo são fases, e ponto!
Tipo eu: já tive minhas memoráveis fases de entrar em bate-papos, de ficar horas e horas pendurada no celular, de não sair de casa de jeito nenhum, porque eu sou filha única, e mina mãe sempre me prendeu demais, me protegeu demais, enfim... já pensei que nunca ia desencalhar (isso quando eu tinha uns 13 para 14 anos!), já escrevi cartas de amor quer nunca foram mandadas, já fui de acreditar em tudo e em todos, de pensar que me conhecia, e de que a vida era um saco. É, todos nós crescemos um dia, porque a surpresa? E quem pensa que "cresceu" só porque passou dos 21 anos de idade, está redondamente enganado, pois eu acho que todo mundo conhece aquele carinha ou aquela doidinha que se acha a maturidade em pessoa, que espaaalha conselhos por ai "por ser mais velho", e por achar que todo mundo quer ouvir. Meu ouvido se fecha para certas bobagens, embora eu admita minha imaturidade. E eu torno a perguntar: por que a surpresa?


Marcelle Silva