terça-feira, 11 de maio de 2010

Mais um poeminha lindo que alguém me ofereceu... [2]







Ela é linda...
Passo a passo, mecha por mecha...
A cada novo olhar, a cada novo gesto...
E é A-MÁ-DA, mesmo quando estigmatiza minha magreza corporal!kkk
(Thaíla, come pf!)
Isso é sinal de uma exteriorização marcado por uma arbitrariedade linguistica que assume a auto-imagem de uma identidade real



Por Thaila Mendes.