quinta-feira, 10 de março de 2011

Viver é uma eterna surpresa

Com o tempo, percebi que é normal a sensação de espanto diante das coisas da vida. Mais um clichê como qualquer outro, mas na minha concepção de mundo, é um dos mais fortes e cheios de zonas obscuras, independente da descoberta. Hoje estava fuçando o twitter e achei uma frase da Clarice Lispector que deu muito certo com as ideais que tem me feito pensar muito hoje, que é o seguinte: 
O que me guia é apenas um senso de descoberta. Atrás do atrás do pensamento. 

Acho lindo isso, ela sempre falando por mim as coisas que eu não consigo externar. Tinha mesmo pensado no post como uma auto-revelação, mas ela sempre se revela mais do que tudo o que eu possa descobrir de mim. Descobrir Clarice é descobrir a mim mesma, e eu adoro isso. Não é que eu ache que eu não precise me descobrir por mim mesma, mas ela me decifra sem me conhecer. Legal essas coisas. Como eu já disse, acho lindo demais...

Marcelle Silva