sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Pesadelos

Pensar em perdê-lo não foi
meu maior pesadelo, mas um dentre tantos.
Quase perdê-lo foi um dos maiores sustos, das
maiores lições no amor.
Dentre tantas dúvidas, lamúrias, sempre
existe aquela que mais dói.
Aquela que maltrata pode ser
um pesadelo, apenas
um receio bobo,
fruto do medo da perda.
Mas, maior do que esse medo,
existe o 'ter', o 'estar com ele',
que supera
todos os pensamentos ruins.
Quando olho em seus olhos
ele me toca profundamente,
e o toco como jamais pudemos.
Nossas almas se conhecem
de outras encarnações,
e juntos, refazemos nossa história.
E quando daqui partirmos,
lá nos reencontraremos,
e planejaremos nosso retorno e reencontro,
para resgatarmos nossos pesadelos, mexermos nas feridas,
e mais uma vez,
combatê-los com nosso amor.