sábado, 21 de julho de 2012

Sobre alguma coisa

Tudo a seu tempo. Até mesmo para escrever. Passei o semestre todo sem cabeça pra escrever pra mim (a gente escreve pra si?). Agora que consigo pensar em algo pra escrever, me vem um turbilhão de coisas, em momento não tão oportunos. Aí penso que eu não preciso vir aqui e escrever, ou escrever simplesmente. Mas lembro que preciso disso, ou pra me curar, ou pra trabalhar toda essa loucura que eu tenho dentro de mim, ou pra aprender a conviver com isso, embora "aprender a conviver" me pareça muita submissão, e eu não me sinta tão confortável com essa ideia, pelo menos à primeira vista. Minha primeira vista, porque percebi que no mais, as outras visões não importam tanto assim. Então o que dizer quando vc perde o foco, a ideia original, o que realmente deveria ser passado a frente, o que deveria ser fixado no tempo por meio da escrita? O que dizer quando vc finalmente percebe que não consegue ser sincera consigo nem quando escreve, e se dói toda no momento que tenta ser sincera, escrevendo sobre aquilo que mal consegue dizer em voz alta? A gente realmente precisa saber do que se trata o que escrevemos, se poesia, crônica, desabafo ou seja lá o que? Tudo isso é necessário? É necessário que eu venha aqui e mostre pra mim mesma que eu não me perdi de mim?