sábado, 17 de julho de 2010

Morrer como um passarinho


Morrer como um passarinho
Passarinho era, mas assim não morreu
Pequeno coração,
respiração difícil,
morte...se foi.

A morte é isso, menina
Não adianta desesperar
De que serve isso tudo?
De que serve tua dor?


Vi o passarinho
que não morria como tal
Vi seu sofrer, e sofro por isso
Mas nada pude, nada posso.

Acabou.
Ela se foi de um sofrer enjaulado.

Adeus...


A Nicole (passarinho que não morreu como tal)