quinta-feira, 15 de abril de 2010

Ela se esconde


Ela se esconde por detrás de seus cabelos
Seu olhar zomba de quem tenta decifrá-la, protege seu ser, seu estar e encanta - canta seus devaneios, nostálgicos momentos da aurora de seus dias infames; saudosos momentos - seus.
Sua alma quase brota de seu sorriso pueril, todavia ela se guarda: e aguarda o que está por vir.
E não altera seu semblante
a contemplar.

a Lyanne Teixeira